03/05/2008

A "Scallada" do Sucesso?


Como previsto, a Scalla FM (92,5 FM) passou para as mãos do grupo Bandeirantes. A mudança aconteceu neste dia 1 de maio, quando as transmissões que eram feitas da avenida Paulista, passaram a ser transmitidas do bairro do Morumbi, onde se concentra as outras emissoras da família Saad.
A Scalla FM, ficou no formato adulto-contemporanêo por exatamente 1 ano e 1 mês no ar. As negociações com a Band já vinham sendo anunciadas como certa, inclusive quando cogitou-se que uma grande empresa, patrocinaria a rádio, vinculando o nome da empresa à programação como já acontece com a Sulamerica Trânsito em São Paulo. A Scalla, mudou a programação e a freqüência diversas vezes, quando resolveu apostar no segmento adulto, com flashbacks e MPB para concorrer com a Alpha, Nova Brasil e Antena 1. No último Ibope, a Scalla estava na posição 30° em audiência.
Nessa reformulação da Scalla FM, não foram contratados novos locutores, e sim chamados locutores que já fazem parte do grupo Bandeirantes, como Serginho Caffé (BandNewsFM) Fernando Barreto (Sulamerica Trânsito) e Flávio Siqueira (Sulamerica Trânsito e Band FM). A programação continua sendo flashback na maior parte do tempo, porém há uma certa mistura de estilos e segmentos atípicos dos 92,5 (é possível ouvir Stone Temple Pilots , Adriana Calcanhoto e Rihanna na seqüência) porém, a rádio pretende se organizar em breve. Segundo algumas fontes não-oficiais, esta nova programação está em fase de teste e ficará assim, por pelo menos 6 meses. Como era certo que o Bradesco Prime seria o nome mais cogitado para patrocinar a programação e as negociações por hora não continuaram. Ainda de acordo com algumas fontes, o contrato firmado entre a Bandeirantes e o grupo CBS é da ordem de 400 mil reais/ mês.
Quanto aos locutores que faziam parte da antiga programação da Scalla FM, é possível ouvi-los no ar, já que a Scalla possui afiliada em Campinas em 98,3 FM e a transmissão continua pela internet: www.scallafm.com.br.
Outro detalhe importante é sobre o jornalista Salomão Schvartzman, que tem o programa ‘Diário da Manhã’ todos os dias ás 8h na Scalla. O programa além de chato, lento e com uma trilha sonora literalmente do século passado, continua por mais 1 mês na nova programação, e será feito da Paulista com link para o Morumbi (afff, que rolo!) e depois, só Deus sabe o que acontece: se ele fica ou se ele sai ( sai, sai, sai......rsrsrsr) O caso é que Salomão Schvartzman é um cara de influências. Seu horário na Scalla é comprado e só tem patrocinador de primeira linha no programa. É, o rádio já não é mais o mesmo...Vamos ver que fim a nova programação (ou que começo) vai dar na nova Scalla FM.

Um comentário:

Marco Ribeiro disse...

Gostei dos eu blog. Um beijo.